Tem de tudo, receitas light e não só... mas principalmente Light e sem qualquer intenção de ser vegetariana ou vegana...

Tuesday, 17 December 2013

Mince pies à minha maneira



A mince pie é uma pastelaria festiva britânica doce, tradicionalmente consumida durante o Natal e período de Ano Novo.
Mince pies normalmente têm um início de pastelaria, mas as versões podem também ser encontrados sem a parte superior, caso em que são conhecidos como mince tortas.


Elas são apenas pequenas tortas, do tamanho de empadinhas, recheadas com maçãs, passas e temperos. Bem gostosas.

Cá em casa simplesmente Adoramos, a receita original foi-me ensinada pela minha sogra e a partir dai fui começando a aventurar-me e a variar.

Estas adaptei para vegetarianos, diabéticos e tentei fazê-las o + light possível.


Corto sempre no açúcar, gorduras e glúten, para também não afectar muito a dieta: Fat, Sugar and Glúten free.


Faço de várias formas e como digo muitas vezes depende muito do estado de espírito em que estou nesse dia. 

Mince pies 

Recheio:
375gr de passas sem sementes    (Usei bagas goji hidratadas )
4 maçãs cortadas aos cubos e já descascadas
500 gr de cerejas glaceadas
 (usei frescas sem caroço, podem também usar desidratadas - eu faço as minhas próprias frutas desidratadas em casa, mas quem quiser pode comprar no supermercados Gourmets)
125 gr de amêndoas descascadas
500 gr de corintos
500 gr de açucar mascavado
 (usei adoçante liquido da Huxol)
2 colheres de chá de especiarias mistas (gengibre em pó + canela em pó foi o que coloquei nestas, no entanto também coloco outras especiarias é uma questão de gosto mesmo e de adaptação ás nossa realidade)
Raspas e suco de um limão, q.b
Raspas da casca de uma laranja
 (usei também toranja) , q.b
1 colher de chá noz-moscada ralada
125 gr de manteiga derretida
 (usei manteiga vegetal  de soja)
1/2 chávena de Armagnac   (aqui podem substituir por vinho do Porto que fica muito bem ou até mesmo não colocar fica bem na mesma)


O recheio é muitas vezes feito ao sabor de cada um e ás vezes até faço c/ o que de momento tenho em casa, neste caso fiz dois tipos diferentes e até c/ enfeites por cima e tudo.


As frutas que usei foram na sua maioria desidratada e sem qualquer açúcar adicionado.


A maior parte das vezes coloco mesmo as frutas todas a olhometro, mesmo sem pesar e sem ligar muito ás quantidades, agora os frutos secos tenho sempre tendência a colocar menos quantidade, da que vem na receita original, para não ficarem tão calóricas.

Para a massa:
185 gr de manteiga sem sal
 (usei manteiga de soja)
115 gr de açúcar (usei adoçante da Huxol em gotas)
1 ovo
575 gr de farinha de trigo
 (eu usei uma mistura de  farinha de arroz + Farinha Maizena ou como também chamam amido de milho e também fiz  umas utilizando a farinha sem glúten da Schar) peneirada
Leite, q.b   
 (usei leite de soja e também usei leite de arroz integral)
1/2 colher chá de fermento em pó peneirado juntamente c/ a farinha
1 ovo batido para pincelar as tartes por cima
 (usei só a gema batida c/ uma colher de sopa de água p/ dar mais brilho) e depois levar ao forno.

 
Pique as passas, maçãs, cerejas e amêndoas. Adicione as sultanas e corintos e misture o açúcar mascavo ( eu não usei açúcar, só usei as gotas adoçantes da Huxol com aroma de alfazema ), especiarias, sumo de limão e as raspas, raspas de laranja, noz-moscada, a manteiga e o conhaque. Coloque numa jarra grande esterilizada, que se deve manter fechada ou coberta c/ papel anti aderente e colocar no frigorífico. Misture todos os dias durante uma semana - o picadinho extra pode ser mantida por meses na geladeira.
Para fazer as tortas, aqueça o forno a 180C.   Misture todos os ingredientes (excepto o ovo batido) em uma bola de massa, e em seguida coloco coberto por um pano grosso e quente para a massa levedar Cortar círculos e forrar as formas das tartes. Cortar o mesmo número de círculos menores para colocar por cima das tartes.
Encho cada uma das tartes com 1 colher de sopa de frutas. Tapar cada uma das tartes e pincelo com gema de ovo batido ao que juntei uma colher de sopa de água para dar + brilho.
Faço um pequeno ou enfeite no cimo das tartes, neste caso fiz uma árvore de natal recortada da massa e as outras trabalhei a massa com um utensílio de trabalhar as trutas doces portuguesas, em seguida, levar ao forno por 20-25 minutos até dourar.
Arrefecer durante alguns minutos nas formas antes de desenformar.
Eu gosto de servir mornas também. Mas há quem as guarde em caixas herméticas.
Fiz de vários tipos c/ groselhas, framboesas, mirtilos, arantos vermelhos, maça, etc...

É uma receita que exige paciência, tempo e imaginação, no entanto mesmo simples ficam muito bem. Ás vezes até coloco um preparado feito c/ soja (para subst. a carne, sim porque as iniciais eram feitas com carne) e por cima as frutas, ficam simplesmente deliciosas.

Gosto de as fazer e depois congelar e na altura retiro é só colocar no forno.    E podem ser acompanhadas com muitas variantes.

1 comment:

Manuela Teixeira said...

Votos de um Natal cheio de amor,saúde, paz e esperança e uma excelentes entradas em 2014.
Bjnhos,
http://saborescomtempo.blogspot.pt/

Related Posts with Thumbnails